Links para arquivar #2

A linkagem de hoje tem tema: redação empresarial.

Não posso deixar de citar o post do blog Vida Organizada: 13 boas práticas de e-mails que nem sempre lemos por aí. Sei que eu sempre cito este blog por aqui, então admito que sou fã mesmo dele. Sei que a confirmação de leitura em algumas situações adianta a vida, mas nas outras “boas práticas” ela tem razão.

Os demais links são prata da casa, mas merecem a menção:

Redação empresarial na prática

Toda boa comunicação escrita passa por várias revisões (pelo próprio autor e, se necessário, até por uma outra pessoa).

Redação é essencial

Bom fim de semana!

7 anos de blog secretariado executivo!

23/03/2008. Há sete anos, foi ao ar o primeiro texto desde blog, de autoria de Vivian Andaki (o blog era dela à época). Então, esta é a data de aniversário: 23 de março. Que nunca na história deste blog foi comemorada. Por quê? Não sei. Apenas aconteceu. Mas como não tenho medo de mudar o que sói acontecer, este ano é diferente: 7 anos deste blog! Celebremos! Obrigada a todos que me leem.

 

Foto retirada de:www.sxc.hu

Foto retirada de:www.sxc.hu

Em tempo: A vida tem estado corrida, por isso este post foi ao ar com atraso. No próximo ano faremos uma comemoração mais estruturada!

PRÊMIO PROFISSIONAL DE SECRETARIADO DO ANO

Um profissional tão importante nas empresas merece um reconhecimento à altura

Simplificar a rotina de grandes executivos não é tarefa fácil. Já foi o tempo em que a profissão de secretariado era considerada como um simples auxílio nos serviços para empresas e empresários. A partir do momento em que a profissão se tornou essencial para o desenvolvimento das empresas, essa visão mudou!
Hoje, além de assessorar os gestores, os profissionais de secretariado participam ativamente das organizações tanto na gestão, quanto nas decisões organizacionais. Ao poupar o assessorado de tarefas burocráticas e rotineiras, eles ajudam a tornar a empresa mais rentável.

Cientes da importância deste trabalho que hoje, é a 3ª profissão que mais cresce no mundo, a Minder, em parceria com a SEC Talentos Humanos, realizará o primeiro Prêmio Profissioinal de Secretariado do Ano.

“O profissional de secretariado participa diretamente nas equipes dos seus gestores, dão suporte às decisões auxiliando na execução das mesmas para que as metas da equipe possam ser atingidas e, preferencialmente, para que elas – as secretárias – possam surpreender o seu cliente fazendo-o perceber do que são capazes de administrar, organizar e trazer resultados positivos”, afirma Stefi Maerker, Diretora da SEC Talentos Humanos, que completa: “além de trazer à tona as diversas aptidões da profissão, o prêmio traz para a profissional vencedora uma distinção no mercado, o que por si só já é um fator muito importante nos dias de hoje no mundo corporativo e serve de exemplo para as novas gerações melhorarem a cada dia”.

A premiação ocorrerá durante a 3ª edição da Conferencia Nacional de Secretariado que acontecerá nos dias 2 e 3 de outubro de 2015.

Para concorrer ao prêmio:
Os profissionais interessados em concorrer ao prêmio deverão acessar o site http://www.conasec.com.br/premio , até o dia 20 de março, fazer o download da ficha e enviar por e-mail contando o seu case de sucesso. Lá, os interessados encontrarão todas as informações necessárias e poderão acompanhar todas as fases de seleção.

Inscrições:
Data: até 20/03/2015
Link: http://www.conasec.com.br
Premiação: 03/10/2015 – CONASEC
E-mail: premio@conasec.com.br

Serviço CONASEC:
Dias 2 e 3 de outubro de 2015
Hotel Intercontinental
Alameda Santos, 1123 – São Paulo

(Este post é um publieditorial. E foi reproduzido da divulgação feita pela equipe CONASEC)

Pergunta e resposta (IV): caso sobre como priorizar atividades

Nesta “seção” do blog compartilho algumas dúvidas que recebi por e-mail e acredito que pode ser comum a outros leitores. A mensagem da vez é esta:

“Olá, sou formada em Secretariado Executivo desde o final de 2008, e estou estudando neste momento para um processo seletivo.

Acredito que ira ter uma sabatina no que se refere a estudo de caso em prioridade laborais, gostaria de saber como devo começar a desenvolver este tipo de caso. Por exemplo: tem uma viagem, uma reunião e uma ligação ao mesmo tempo. O que fazer?”

Eis a minha resposta:

Olá!
Pelo exemplo que você deu, deduzo que está falando de uma viagem que você organizará. Quanto ao caso exposto, é preciso que você tenha um pouco mais de contexto. Caso os avaliadores não lhe informem o contexto, você imagina um e o descreve, antes de começar a solucionar o problema. Para criar mais contexto, ou entender o que for exposto, é preciso fazer as perguntas: Qual a data da viagem? Para que é a viagem? Como a pessoa vai viajar? Outras perguntas: Qual o assunto da reunião? Quanto tempo falta até ela começar? Você é quem fará a ata da reunião? E quanto à ligação? É uma ligação externa ou interna? Você está sozinha na sala onde o telefone toca?
A partir das respostas a essas perguntas, você pode argumentar, por exemplo que, considerando que a ligação é externa e você fica sozinha na sala que ocupa, primeiramente atenderá a ligação e anotará a solicitação, depois participará da reunião, pois é quem faz a ata, não pode se ausentar sem avisar com antecedência e providenciar substituição; em seguida organizará a viagem, pois só acontecerá dali a 15 dias, portanto ainda está no prazo para providências, já que com a experiência que tem na empresa, sabe que dentro de 10 dias ainda é possível encontrar passagens aéreas com preços razoáveis, para os locais que os gestores costumam viajar.
É só uma das respostas possíveis. Você pode pensar em outras. Nesse tipo de situação, o que importa é a argumentação, não tanto a decisão.
E você, leitor, como responderia ao caso proposto?

Dia Internacional da Mulher

Aproveitando essa data, compartilho um livro que li nos primeiros dias deste anos e não tem saído da minha cabeça desde então.

É o “Story of My Life”, da Helen Keller (1880-1968). Disponível no site Domínio Público em inglês. Em português, foi publicado pela Editora José Olympio como “A História de Minha Vida”.

"A História de Minha Vida"

“A História de Minha Vida”

Helen ficou cega e surda aos 19 meses de idade, devido a uma doença diagnosticada então como “febre cerebral” (hoje acredita-se que tenha sido escarlatina ou meningite). Aos 7 anos ela encontrou Anne Sullivan, que passou a ser sua fiel mentora por anos a fio.

No livro ela relata sobre a infância, os primeiros aprendizados na linguagem de sinais, o aprender a falar, a ler, a escrever. E a sua trajetória de vida em busca de integrar-se ao mundo dos que não têm deficiências (como se dizia na época), ou necessidades especiais. E o principal marco de que ela conseguiu isso foi que ela se tornou a primeira pessoa cega e surdo-muda a ter um bacharelado (filosofia).

Este post ficaria gigante se eu fosse derramar aqui toda a minha admiração por essa mulher e sua tutora, e sobre o livro. Mas apenas como uma reflexão de Dia Internacional da Mulher, deixo a seguinte frase de Helen Keller:

“I try to make the light in other’s eyes my sun, the music in other’s ears my symphony, the smile on other’s lips my happiness”.

“Eu tento tornar a luz nos olhos dos outros o meu sol; a música nos ouvidos dos outros, minha sinfonia; o sorriso nos lábios de outros, minha felicidade” (tradução livre).

Que saibamos ser gratas pelo que temos e nos dedicar ao máximo, para alcançarmos nossos sonhos.